segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A decoração da AVENIDA PAULISTA

Vídeo fantástico feito pela Aline especialmente para pessoas que, assim como eu, ainda não tinham visto a decoração da avenida Paulista.

Ou para você que viu de um outro ângulo, mais restrito, descubra aqui a riqueza de detalhes, a dinâmica da rua... SINTA!




Lindo PedALINE!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Felicidade é só questão de ser...



Felicidade

Marcelo Jeneci
Composição: Marcelo Jeneci/ Chico César

Haverá um dia em que você não haverá de ser feliz.

Sem tirar o ar, sem se mexer, sem desejar como antes sempre quis.

Você vai rir, sem perceber, felicidade é só questão de ser.

Quando chover, deixar molhar pra receber o sol quando voltar.

Lembrará os dias que você deixou passar sem ver a luz.

Se chorar, chorar é vão porque os dias hão pra nunca mais.



Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.

Chorar, sorrir também e depois dançar, na chuva quando a chuva vem.

Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.

Chorar, sorrir também e dançar.

Dançar na chuva quando a chuva vem.



Tem vez que as coisas pesam mais do que a gente acha que pode aguentar.

Nessa hora fique firme, pois tudo isso logo vai passar.

Você vai rir, sem perceber, felicidade é só questão de ser.

Quando chover, deixar molhar pra receber o sol quando voltar.



Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.

Chorar, sorrir também e depois dançar, na chuva quando a chuva vem.

Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.

Chorar, sorrir também e dançar.

Dançar na chuva quando a chuva vem.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Sábado 18/12/2010 - II Rota Márcia Prado!!!!



Contando os dias e as horas pra chegar logo o grande dia de participar da II Rota Márcia Prado, aquela rota cicloturística organizada pelo Instituto Ciclo BR que começa na Ciclovia Rio Pinheiros, passa pela APA Bororé e estrada de manutenção da Imigrantes rumo ao litoral.


Foto: Luddista

A intenção do Instituto é que essa rota se torne oficial e fique aberta em definitivo. O evento teste do ano passado permitiu que aproximadamente 1.000 (mil!) ciclistas chegassem ao litoral em segurança pedalando suas magrelas. Este ano o Instituto espera o dobro de ciclistas!!!

Ano passado fiquei doente na véspera e não pude ir, mas este ano tudo vai dar certo!

Se você pretende ir, é importante dar uma revisada na bike antes e hoje, dia 16 é um belo dia pra isso pois é dia de Mão na Roda, a oficina colaborativa e coletiva da Ciclocidade dê uma olhada no convite abaixo:





Não dá pra perder né!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Domingo de Cine, pedal e arte - Bonde para assistir VÉU DE FUMAÇA

Fim de semana cheio de opções de lazer em Sampa, que delícia!
Além da Virada Esportiva, das programações especiais do Dia da Consciência Negra, aqui um convite para assistir o curta Véu de Fumaça, da pedalina e companheira do bonde da Berrini Anna Gadelha no Museu Lasar Segall na Vila Mariana, gratuitamente, com direito a um belo bonde saindo da praça d@ ciclista!





Junte-se a nós numa pedalada em ritmo tranquilo e possível a todos, experientes ou não!

 
NÃO DEIXE SÃO PAULO PARAR!



sexta-feira, 12 de novembro de 2010

E mais bicicletas nas propagandas..

Aos poucos elas tem invadido o cotidiano.



Até mesmo a Vivo pode fazer uma propaganda bela!

sábado, 6 de novembro de 2010

Viciados em trânsito

Sensacional a campanha da Fuji, fotos roubadas do Willian Cruz do maravilhoso blog Vá de Bike.

Ela diz: "hoje só demorei 1h40 do trabalho para casa."

E aqui: "Acho que o trânsito melhorou, já dá pra sair agora."




E aí? Já parou pra pensar se você quer mesmo ser um refém do trânsito?

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Osasco sobre duas rodas

Matéria do Jornal Diário de São Paulo do dia 24/10/2010


sábado, 23 de outubro de 2010

A força do poder público


Uma passarela larga e sempre cheia de pedestres e ciclistas, que cruza o rio Tietê ligando os bairros ao centro de Osasco. Não fossem os desníveis, seria perfeita, mas alguém identificou o problema e criou uma solução.


Fica o meu agradecimento ao "poder público" que resolveu mais um problema de mobilidade nesta cidade e a dica para que em sua próxima intervenção contemple também os cadeirantes que precisam subir a passarela.

sábado, 16 de outubro de 2010

A Caloi descobrindo a bicicleta como meio de transporte

Demorou, mas tá aí, um belo vídeo da Caloi finalmente investindo em mobilidade através da bike!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Hoje é dia de DESAFIO INTERMODAL 2010!


DESAFIO INTERMODAL SÃO PAULO - 2010










Qual meio de transporte é mais eficiente nos deslocamentos urbanos? Essa é a pergunta que o Desafio Intermodal, pelo quinto ano consecutivo, se propõe a responder.



Cerca de 20 pessoas participarão em diferentes modais, como carros, motos, ciclistas, cadeirantes, patinadores, skatistas e até um helicóptero. Eles serão testados pelo tempo gasto para se chegar ao destino final, o custo que cada um gera e quantos quilos de gás carbônico emitem. Ou seja, não basta chegar em primeiro lugar, os impactos ambientais também serão importantes.



O Desafio pretende mostrar as infinitas possibilidades de se locomover pela cidade além de analisar o desempenho do transporte público ano a ano.



Como o Desafio Intermodal faz parte dos eventos que promovem o Dia Mundial Sem Carro, ele é realizado na quinta feira que antecede o dia 22 de setembro, sempre o mesmo horário e trajeto.



A saída acontece na Praça General Gentil Falcão, altura do número 1.000 da avenida Eng. Luis Carlos Berrini (ver mapa), às 18h00 em ponto. Cada participante deverá chegar ao prédio da Prefeitura do Município de São Paulo com o seu modal.



Novidades



A partir das 16h00 do dia 16 de setembro de 2010, nesse mesmo endereço você terá como acompanhar em tempo real os resultados, bem como acompanhar via GPS os modais, Ciclista Cycle Chic e Ônibus e Metro.



Os modais Ciclista Cycle Chic e Carro estarão com um equipamento cedido pela Faculdade de Medicina da Usp, para medir a quantidade de materiais particulados cada modal ficará exposto durante o trajeto.



As Regras



O tempo computado será o deslocamento completo da pessoa e não do modal. Portanto, levaremos em conta o tempo que a pessoa leva até o modal e o tempo que ele perderá para estacionar o veículo. Como o ciclista desmontado se equipara a um pedestre, o único veículo que não será necessário estacionar é a bicicleta.



No deslocamento deverão ser respeitadas todas as regras de trânsito, os pedestres terão que atravessar na faixa, a não ser que ela esteja a mais de 50 metros. Nesse caso, segundo o art. 69 do CTB, ele poderá atravessar no local que considerar mais seguro.



O pedestre corredor terá que correr na calçada, caso isso não seja possível, será tolerado que ele use a rua.



Todos os participantes estarão uniformizados.



A relação dos modais a serem avaliados



Pedestre caminhando

Pedestre correndo

Monociclo

Skate

Patins

Ciclista velocista

Ciclista Barra Forte

Ciclista 2 andares

Ciclista Cycle Chic

Ciclista Homem por vias alternativas

Ciclista iniciante

Ciclista Mulher por vias alternativas

Ciclista Homem por avenidas de trânsito mais rápido

Ciclista Mulher por avenidas de trânsito mais rápido

Ciclista bicicleta dobrável fazendo a integração com Ônibus

Ciclista de fixa – Wagner

Motociclista pela motofaixa

Motociclista pela 23 de maio

Motorista

Táxi

Ônibus

Trem + Metrô

Trem + Ônibus

Ônibus + Metrô

Cadeirante + ônibus

Cadeirante + trem ou metrô

Helicóptero

Programação do Desafio



17h00 – Início da Concentração Na Praça Gal Gentil Falcão e atendimento a imprensa.



17h50 – Alinhamento dos participantes e explicação das regras do desafio



18h00 – Será realizado um contato telefônico com um representante da organização do desafio, lá na Prefeitura e ele dá a largada pelo viva-voz do celular.



Nesse momento as pessoas se dirigem até o seu modal e cada um faz o trajeto que achar mais conveniente.



18h30 – Previsão de chegada dos primeiros participantes em frente à Prefeitura de São Paulo



20h00 – Previsão de chegada do último participante





Locais e data





16 de setembro de 2010 (quinta-feira)



Partida: Praça General Gentil Falcão – Brooklin (Altura do número 1.000 da avenida Eng. Luis Carlos Berrini) (ver mapa)



Chegada: Prédio da Prefeitura ao lado do Viaduto do Chá.



segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Pedalinas em movimento - centro de SP

Um pouquinho do encontro das Pedalinas deste sábado...


Em breve relatos, fotos e novidades no blog: http://pedalinas.org/

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Encontro Pedalinas sábado dia 04 de Setembro!



Está chegando mais um encontro das Pedalinas!
Mulheres que pedalam pela cidade ou que ainda não, mas que se interessam em saber mais sobre este meio de transporte são super bem-vindas.
O trajeto é decidido no local, sempre num ritmo possível a todas.
Não tem bike? Tem sempre a opção de pegar uma emprestada no USE BIKE, tem vários espalhados na região da Praça do Ciclista.
Vem de metrô? Estação Consolação.
Quer companhia para chegar na praça? Entre em contato pelo pedalinas.org e encontre alguma pedalina no caminho.

Até lá!


sexta-feira, 27 de agosto de 2010

E você? Vai deixar o carro em casa?

Notícia do Portal G1:


Medida preventiva é para evitar a piora da qualidade do ar em SP.




Todos já percebemos aqui em São Paulo que a situação está grave. Dificuldade para respirar, sangramento no nariz, mal estar... E o que você está fazendo pra melhorar o ar que respiramos?

Aproveite que hoje é dia de bicicletada em São Paulo e contribua. Nossos pulmões agradecem :)



OBS: Bonde para a bicicletada SP saindo da praça na Berrini, 500 às 18:03h

domingo, 15 de agosto de 2010

Rua da Passagem - Trânsito - Lenine

Ganhei o dvd maravilhoso do Lenine: acústico MTV e conheci essa música super bacana:



Rua da Passagem (trânsito)


Lenine

Composição: Arnaldo Antunes / Lenine


 
Os curiosos atrapalham o trânsito

Gentileza é fundamental

Não adianta esquentar a cabeça

Não precisa avançar no sinal

Dando seta pra mudar de pista

Ou pra entrar na transversal

Pisca alerta pra encostar na guia

Pára brisa para o temporal

Já buzinou, espere, não insista,

Desencoste o seu do meu metal

Devagar pra contemplar a vista

Menos peso do pé no pedal

Não se deve atropelar um cachorro

Nem qualquer outro animal

Todo mundo tem direito à vida

Todo mundo tem direito igual

Motoqueiro caminhão pedestre

Carro importado carro nacional

Mas tem que dirigir direito

Para não congestionar o local

Tanto faz você chegar primeiro

O primeiro foi seu ancestral

É melhor você chegar inteiro

Com seu venoso e seu arterial

A cidade é tanto do mendigo

Quanto do policial

Todo mundo tem direito à vida

Todo mundo tem direito igual

Travesti trabalhador turista

Solitário família casal

Todo mundo tem direito à vida

Todo mundo tem direito igual

Sem ter medo de andar na rua

Porque a rua é o seu quintal

Todo mundo tem direito à vida

Todo mundo tem direito igual

Boa noite, tudo bem, bom dia,

Gentileza é fundamental

Pisca alerta pra encostar na guia

Com licença, obrigado, até logo, tiau.



quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pedalinas de agosto em ação



Leia os relatos deste encontro, siga no twitter, entre no fórum de discussão e junte-se a nós na próxima: http://pedalinas.wordpress.com/

domingo, 8 de agosto de 2010

Pedalinas na Paulista

O encontro das Pedalinas de ontem foi incrível!
Aqui um registro feito pela Aline. Depois teremos relatos e fotos, claro;)



quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O bonde da Berrini e a bicicletada de julho

Na última sexta-feira fizemos o "bonde da Berrini" rumo à Bicicletada.

A ideia surgiu uma semana atrás, quando conheci pessoalmente a Anna e a Tarcila, duas mulheres que também se deslocam de bicicleta pela cidade e que trabalham na mesma região que eu. Almoçamos juntas na semana (o que foi ótimo e com certeza repetiremos!) pra falar das Pedalinas (que foi o que nos uniu) e combinamos de nos encontrar na sexta pra fazermos juntas o trajeto até a Praça do Ciclista.

Como sabia que mais ciclistas trabalham por ali, lancei o convite no fórum da bicicletada. Mais gente foi se interessando. A Tarcila chamou o namorado e mais um amigo. Marcamos horário e local e estava formado o nosso bonde para a bicicletada!

Éramos 7 na saída da praça e tínhamos uma parada programada nas proximidades da estação Vila Olimpia para o "embarque" de mais 2 ciclistas que pontualmente nos aguardavam. Dali seguimos em frente, 9 pessoas pedalando juntas rumo a Paulista pela minha rota alternativa, que dava direito a passagem por dentro do Parque do Ibirapuera com promessa de contemplação da lua cheia - que estava encoberta :( mas os ipês rosa floridos trataram de embelezar ainda mais a noite.


No ponto de encontro

Na segunda parada do bonde

Depois de contornar o lago chegou a hora de vencer a subida da Abilio Soares. E como ela fica mais fácil e mais curta quando não se está só! Alcançamos a Bernardino de Campos e em seguida ela, a avenida Paulista! Aí foi incrível: mais pessoas que seguiam pedalando rumo à Praça do Ciclista se juntaram a nós! Ocupamos uma faixa da Paulista, as pessoas olhavam, sorriam. E naquele clima maravilhoso chegamos à praça, já lotada!


Depois dos encontros, reencontros e bate-papos, hora da Bicicletada São Paulo ganhar as ruas! Já na saída, novidades! Ao invés de seguir reto na Paulista, demos meia volta e descemos o túnel. Dali fomos pela Dr. Arnaldo e depois descemos, descemos e descemos até a Praça Charles Miller, onde fizemos uma paradinha para reagrupamento do pessoal. Uma banda tocava um blues maravilhoso em frente ao estádio! Seguimos então pela avenida Pacaembú rumo ao Memorial da América Latina onde ocorria o Anima Mundi. Mais uma paradinha, muitos erguendo as bicicletas e cantando: MAIS ANIMAÇÃO, MENOS POLUIÇÃO. Um rapaz se aproximou de mim e perguntou do que se tratava, achou bacana e complementou: nós de moto na nossa luta por respeito e vocês de bike também, é isso aí! - sim, é isso aí mesmo!!!!

Sorrisos se abriam enquanto passávamos pelo terminal Barra Funda. Fomos pela Francisco Matarazzo, o pessoal nos bares fazia festa com a nossa presença na rua. Alcançamos então o Minhocão e percebi que nossa passadinha pelo centro estava garantida. Ah, como eu adoro pedalar pelo centro! Rua Xavier de Toledo, Viaduto do Chá, rua Direita, praça da Sé. Marco zero da cidade, ponto final pra mim. Dali a massa subiu a Avenida Liberdade, Vergueiro e ganhou novamente a Paulista.

Não sei se graças à noite agradável que fazia, ou pelo bonde da Berrini, ou o reencontro com amigos, ou ainda pelas crianças com suas bicicletinhas nos acompanhando, mas uma felicidade imensa tomou conta de mim! E eu olhava à minha volta e sentia nos sorrisos e nas conversas uma energia contagiante tomando conta de toda a bicicletada! Foi uma noite mais que especial!

Depois dessa festa muitos seguiram para o Bonde de Curitiba (a integração das duas maiores bicicletadas do Brasil!) levando todo o brilho dessa noite paulistana para a capital paranaense. E com certeza trazendo de lá muitos momentos maravilhosos e felizes pra relatar pra quem por aqui ficou. Agora é esperar pela próxima! Pedalando, claro;)






sábado, 31 de julho de 2010

Próximo encontro PEDALINAS sábado dia 07 de agosto!


Falta só uma semaninha para o próximo encontro das Pedalinas. Este mês estamos pensando em fazer um picnic em algum lugar gostoso para o nosso bate-papo e troca de experiências.

Todas as mulheres que se interessam pelo assunto são muito bem-vindas! Não importa se você já pedala ou ainda quer começar. Também não precisa se preocupar com o trajeto do pedal pois vamos sempre no ritmo de todas.

Para chegar na praça do ciclista, sem bike, tem a opção do metrô também e você ainda pode pegar uma bicicleta emprestada no USE BIKE, tem vários pontos pela região.

Não pedala muito e tem receio de chegar até lá com a bike? Entre na nossa lista de discussão através do blog e escreva pra nós. Quem sabe não tem uma Pedalina aí do seu lado que pode te fazer companhia???

Vamos torcer pra fazer um lindo dia de sol. Se estiver friozinho, vai ter fogueira e quem sabe um vinho quente?

Se estiver chuvoso, a gente se abriga em algum lugar aconchegante!

Até lá!

Experimente o projeto de empréstimo de bicicletas na USP campus SP

A USP através da COCESP - Coordenadoria do Campus da Capital, convida-os a visitar/conhecer o protótipo do sistema de gerenciamento de bicicletas compartilhadas que será instalado na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, chamado PEDALUSP (vide foto anexa). Aliás a exposição do protótipo é parte de um evento maior, o TEDxUSP (www.ted.com e (www.tedxusp.com.br) que pretende estimular a comunidade USP a apresentar idéias e projetos em sustentabilidade para o campus da capital. Trata-se do Programa de Pesquisa e Experimentação em Sustentabilidade para o Campus - PROPESC.




A mostra acontecerá dia 07 de agosto próximo (sabado) a partir das 13hs e até as 17hs00 no saguão do prédio da FAU. Vocês terão oportunidade de "retirar" uma bicicleta, pedalar um pouco e "devolvê-la" ao sistema.





Esta exposição é parte de evento que marca o início de atividades do Programa de Pesquisa e Experimentação em Sustentabilidade para o Campus - PROPESC, organizado pela COCESP .



O PEDALUSP é fruto antecipado deste programa e começou com uma proposta de dois graduandos da POLI-Mecatrônica como um trabalho de conclusão de curso, que agora se torna realidade, trazendo uma ação concreta para a mobilidade sustentável no campus.









domingo, 25 de julho de 2010

Pedalinas no Jornal da Cultura

A bela reportagem com as Pedalinas que foi ao ar em 16/07/2010.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Uma Pedalina acompanhada pela Rede TV

Em meu trajeto matinal desta terça-feira fui acompanhada pela equipe da Rede TV para fazer esta matéria aqui:

domingo, 20 de junho de 2010

Gentilezas

Voltando pra casa dia destes, paro no semáforo, encosta um motociclista com um garupa:
-Oi.
-Oi.
-Você não tá com frio aí não?
-Não, já esquentei.
-Legal sua bicicleta hein?
-Ela dobra, pra entrar no metrô, trem, sabe?
-Olha, é mesmo, que legal.

Semáforo abre.
-Tchau. (sorriso)
-Boa noite. (sorriso)

Mais à frente, uma família no portão e uma garotinha aponta pra mim:
-Olha, olha, tem até luzinha!
-Trim, trim. (respondo com a buzininha sorrindo pra ela e arrancando sorrisos também)

Na esquina de casa, decido parar no posto pra encher os pneus. Um ciclista terminando de fazer o mesmo me pergunta quantas libras e se quero que encha pra mim. Agradeço mas não é necessário. Sorrisos e boa noite mais uma vez.

Às vezes a cidade se mostra calorosa, numa noite fria destas..

terça-feira, 1 de junho de 2010

O Plá e a Invasão das Bicicletas!

Pouco tempo e muita coisa acontecendo!
Aos poucos vou tentando atualizar, mas este vídeo tinha que colocar aqui o quanto antes.

O curitibano Plá cantando a famosa "Invasão das bicicletas" na The Week durante o evento São Paulo Bike Circuit, a nossa tão aguardada BICIBALADA!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Programa Sustentáculos - com Felipe Aragonez

Uma dica de programa interessante que estréia hoje, às 20:30h na TV Brasil.


http://www.tvbrasil.org.br/saladeimprensa/noticia_500.asp

TV Brasil estreia Sustentáculos - programa que venceu o primeiro pitching da emissora sobre meio ambiente e sustentabilidade

Pelo olhar de três personagens, a série de 36 episódios fará uma reflexão profunda e divertida sobre o meio ambiente



Caio Braz, Marina Thomé e Felipe Aragonez: apresentadores do 'Sustentáculos'


O que você tem a ver com sustentabilidade? Se a resposta for “nada”, você vai mudar de ideia quando assistir a Sustentáculos, novo programa da TV Brasil que estreia no dia 26 de abril. Desmistificar o tema e provar que muitas ações rotineiras podem ser sustentáveis são os desafios do programa. Toda semana, um novo episódio vai mostrar que existe uma rede de ações no país cuidando da questão ambiental, passando por histórias de participantes de ONGs a pessoas comuns que pegam carona, consomem produtos orgânicos ou andam de patins.


Com linguagem leve e visual dinâmico, o programa é apresentado por três jovens, que não são nem um pouco experts no assunto. E, por isso mesmo, conseguem desvendar os caminhos da sustentabilidade para leigos e não leigos. Daí a ideia do programa de ser uma espécie de mochileiro ecológico: Marina Thomé, Caio Braz e Felipe Aragonez colocam os pés - e a cabeça - na estrada atrás de ideias, iniciativas e ações sustentáveis espalhadas pelo país.



Muitas das histórias que serão contadas foram “cavadas” pela equipe do programa e outras chegaram pela web, por meio do blog sustentaculos.com.br, no ar desde janeiro deste ano. Três meses antes, em outubro de 2009, o projeto Sustentáculos, da TIJD Produções Artísticas, ganhou o primeiro concurso no modelo de pitching,realizado pela TV Brasil, com o tema Meio Ambiente e Sustentabilidade.



No blog do programa é possível acompanhar os bastidores das gravações, saber mais sobre os apresentadores e sobre a equipe, opinar e sugerir temas. De lá do blog é que saíram os perfis dos apresentadores que você confere logo abaixo. Sustentáculos será exibido toda segunda-feira, às 20h30, a partir do dia 26 de abril. Com reprise aos sábados, às 18h30.



Apresentadores:



FELIPE ARAGONEZ
 (que já me salvou de um ônibus ensandecido na Teodoro Sampaio durante uma bicicletada...)



Felipe é o biker de Sustentáculos. Atlético e esportivo, ele está sempre pronto para encarar uma aventura. Acha que não existe lugar impossível de se chegar de bike. É o mais crítico da turma. Tem valores fortes. Um de seus maiores sonhos é conhecer a Amazônia. Sua comida predileta é arroz com feijão com bastante "sustância".


O que não pode faltar na mochila do Felipe:


Na hora de ir:


a.Alforge
b.Câmara reserva (2)
c.Remendo
d.Bomba de ar
e.Ferramentas
f.Garrafas de água
g.Barra de cereal
h.Algumas mudas de roupa de ciclismo
i.Bandana e capacete e luva
j.Máquina fotográfica
k.Guias e mapas dependendo do lugar
l.Sunga
m.Mochila de hidratação



Na hora de voltar:



a.Memórias, histórias na sua memória e algumas anotações.



Conheça todos os apresentadores e saiba como sintonizar na tv para assitir.


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Como sobreviver a uma travessia a pé dentro de um estacionamento!

Hoje por volta das 20:15h eu estava saindo a pé do shopping Eldorado quando um motorista (assassino) simplesmente não quis esperar eu terminar minha travessia, acelerou seu carro (arma) e o jogou para o meu lado, no intuito de retirar o obstáculo à sua frente (eu, um ser humano) correndo o risco de derruba-lo (mata-lo, no caso, matar-me). E tudo isso dentro de um estacionamento de shopping!

Eu fiquei totalmente desnorteada, tentei correr atrás do carro em vão, olhei em volta, não havia um segurança, uma pessoa, nada...

Como é que alguém pode atentar contra a vida de outra pessoa assim?

Fiquei pensando... e se eu caísse? E se me machucasse? E se morresse? O motorista teria coragem de conviver com essa vergonha? Bom, acabei chegando à conclusão que se algo acontecesse ele simplesmente teria ido embora e me largado lá.

Saí de lá chorando, que foi o que me restou fazer pra aliviar toda essa tristeza de sentir na pele o desprezo que alguns insistem em ter pela vida dos outros. A covardia, por se sentirem protegidos por mais de uma tonelada de lata. Dentro da bolha, se sentem inatingíveis, talvez se no lugar de seu airbag houvesse uma lança apontada para o peito tivessem mais cuidado ao volante.

É revoltante, é triste e dói.

Já em casa, remoendo tudo que aconteceu, esperava o elevador quando um vizinho me perguntou: "E aí, como está para pedalar?" - "Está bom, tempo gostoso" - respondi surpresa já que minha mente estava voando... "É, mas está ruim o ar né? Ouvi dizer que está muito seco."
Juro que eu estava esperando que ele fosse dizer qualquer coisa que relacionasse pedalar com perigo, mas não. E aquilo foi como um alívio para tudo que eu estava pensando e sentindo. Nos despedimos e eu subi para o meu mundinho do quarto andar com um sorriso bobo no rosto.

Sim, existem pessoas que se importam e que tentam ser amáveis!
E assim, elas conseguem salvar o seu dia...

domingo, 11 de abril de 2010

A primeira bicicleta a gente nunca esquece...

Todo mundo com certeza se lembra de sua primeira bicicleta e de como aprendeu a pedalar, aquela frase famosa "pode ir, estou segurando" vinda de alguém em quem se confia, como um pai, uma mãe, bastam para que você se aventure sobre duas rodas. Eu me lembro da minha Caloi Ceci e de brincar com ela na rua junto com as outras crianças, mas a minha bicicleta inesquecível foi a que comprei há quase exatos 2 anos atrás (sim, dia 14/04/2008), uma Caloi Terra.

Já contei antes aqui que escolhi esta bicicleta porque ela estava dentro do que eu pretendia investir na minha nova ideia de ir pedalando para o trabalho, um investimento que seria recuperado em um mês, com o dinheiro que economizaria do ônibus.

Não só meu investimento teve o retorno rápido e esperado, como minha vida teve uma melhora incrível.
Parei de frequentar academia, afinal, pedalar é excelente pra saúde. Meus deslocamentos casa-trabalho-casa se transformaram numa diversão, num tempo muito bem aproveitado do meu dia, onde reparava ao meu redor, na paisagem, nas pessoas, fazia amizades, às vezes tinha companhia de outra ciclista, ou ía e vinha somente com meus pensamentos, que voavam....

O engraçado é que eu achava que iria pedalar somente este trajeto, o casa-trabalho, sem imaginar passeios, bicicletadas e muito menos viagens. Mas tudo isso foi surgindo e completando o meu dia-a-dia de forma natural. Aquela Caloi Terra foi se infiltrando na minha vida cada vez mais e mais.. e quando percebi, estava totalmente dominada por ela, pela liberdade que ela sempre representou. A de ir e vir de forma agradável.

E as amizades? Como eu tenho conhecido gente... pessoas incríveis! E minha bicicleta ali, sempre testemunha dos papos, das descobertas, das paisagens, das superações... Com ela mudei minha rotina, participei de vários passeios ciclísticos de grupos, de bicicletadas, visitei os belos artesanatos de Embú, desfrutei daquele "sofrimento bom" nas subidas imensas rumo à Santana de Parnaíba, desbravei minha cidade numa noite inteira pedalando na Virada Esportiva, conquistei a praia pedalando pela Mogi-Bertioga e muitas vezes vi sorrisos se abrirem quando eu passava, só porque eu estava de bicicleta...

Até que chegou a minha despedida dessa bicicleta que deixará histórias e saudades, mas uma despedida feliz. Ela agora acompanhará outras pedaladas e tenho certeza que nos econtraremos pela cidade e que sua nova companheira poderá ser tão feliz como fui com ela nesta sua nova opção de vida.


Aqui, o único momento em que me lembro que odiei minha bicicleta, numa trilha para a Prainha Branca em Bertioga, depois de carregá-la barranco acima e abaixo eu desejei que ela simplesmente se desintegrasse e eu me livrasse daquele peso.
Mas logo passou, afinal, foi com ela que cheguei até ali, e a sensação de ter chegado apenas pelo girar dos pedais é inesquecível!


Pedalando em dias frios

Depois de tanto calor, finalmente esta semana veio aquele friozinho bom.. aquele em que você levanta de manhã cheio de preguiça, dá uma olhada pela janela pra conferir se o chão está molhado e pra ver com que roupa vai sair.

É gostoso colocar uma roupa bem quentinha, pra garantir que no fim do dia, quando venta e esfria mais, você vai estar preparado, mas também é essencial pensar que se você vai de bicicleta, é provável que no meio do caminho você tenha que tirar algumas peças pra não esquentar demais.. A dica é se vestir em camadas, várias peças mais finas que possam ser tiradas facilmente, um cachecol para proteger daquele vento gelado numa descidona é uma excelente escolha. E se você pega muito vento, mesmo que não esteja tão frio, uma luva que proteja os dedos de congelar também pode ser bem útil.

Quem começa o dia pedalando, geralmente enfrenta um probleminha no trabalho: você chega com o maior pique, mesmo quando o tempo lá fora sugere cobertor e chocolate quente, enquanto seus colegas que chegam de carro geralmente estão encolhidinhos, calados, tentando encontrar ânimo ainda.. Você quer conversar um pouco, puxar um assunto, mas só recebe de volta uns "humm, ãhã" - ok.. não se desespere, tenha paciência, dali algumas horinhas o pessoal vai despertando, tomando um café, e aí a comunicação volta a fluir. Cada um no seu tempo...

domingo, 21 de março de 2010

Lembranças do encontro de domingo Pedalinas

O domingo estava ensolarado, pela manhã.. porque quando foi chegando a famosa "hora do almoço", o céu desabou sobre nossas cabeças. Em Osasco. Minutos depois, aquele sol raiando! Hora de ir pro encontro das Pedalinas! Entro no trem e percebo que a chuva estava me seguindo.. ali pros lados da Lapa novamente o céu desabando.. Falo com a Jú, que já estava na Paulista e ela me tranquiliza: "aqui não está chovendo". Paro na Barra Funda para esperar a Vivian e logo toda aquela chuva dá espaço para ele, novamente, o sol, aquele ardido que geralmente vem depois de um temporal. Vejo uma borboleta colorida na plataforma e desacredito. Do sol e da borboleta!




Mais alguns minutos e a Jú me liga denovo. Dilúvio na Paulista, não dava pra enxergar nada, trânsito caótico, teve que parar num posto pra se abrigar. Pego o telefone e penso estar ligando pra Talita, mas a voz era da Sarinha, ok, onde ela estava não chovia, e ela ía. Decido então mandar uma mensagem pra Dri: faça chuva ou faça sol estamos indo!!!! Sim, porque eu tinha decidido que iria mesmo, já tínhamos cancelado o encontro do sábado anterior por causa do mau tempo, desta vez não podia perder a oportunidade de finalmente conhecer pessoalmente a Jú, que um belo dia me mandou um e-mail se apresentando como uma também ciclista de Osasco. E a partir daí trocamos muitos e-mails e combinamos muitos passeios e finalmente, ía acontecer! Rever todas as garotas, saber das novidades do WNBR do dia anterior, não podia perder!


 
E fomos. E nos encontramos e reencontramos. E estava aquele calorão. E não chovia! E rolou aquele clima de domingão, preguiça básica, indecisão de onde iríamos. Até que decidimos: descer a Augusta, encostar num bar, beber algo, na calçada mesmo, junto às bikes, e bater papo. E foi o que fizemos. E o papo tava bom demais!!!! As histórias da Talita impagáveis! Trocar experiências ciclísticas! Desabafar sobre esse trânsito doido. Ouvir da Jú que ela decidiu andar de bike porque estava parada dentro do carro há 2 horas e passou um ciclista que nunca mais ela viu, parada ali dentro do carro, e outro, e outro... É, o tal do trabalho de formiguinha que inconscientemente a gente acaba fazendo pelo simples fato de estar pedalando por aí diariamente. Acontece, mesmo!




Mas a preguiça de domingo continuava. E as garotas de Osasco e região tinham ainda que encarar o trem e um pedalzinho até suas casas. E por isso fomos embora cedo. Mas felizes! Em Osasco chovia. E fazia calor. Muito, muito calor. E pedalar naquela garoa refrescante de volta pra casa tava bom demais! Depois de tanto papo e de pedalar na chuva, aquela sensação de alma lavada me acompanhou até chegar em casa. Mais leve, mais feliz!

Para saber mais sobre as Pedalinas: http://pedalinas.wordpress.com/

sábado, 13 de março de 2010

Encontro PEDALINAS remarcado para DOMINGO DIA 14

O encontro de março das Pedalinas foi remarcado para DOMINGO, DIA 14.
 Mulheres, apareçam na praça do ciclista às 14:30h para um bate papo e pedal!


quarta-feira, 3 de março de 2010

Dois novos acessos para a Ciclovia Rio Pinheiros


Vamos acompanhar e cobrar!

Notícia na íntegra abaixo:
Governo anuncia dois novos acessos à Ciclovia Rio Pinheiros

Um deles ficará na estação de trem Jurubatura e outro na ponte João Dias



Cumprindo o compromisso assumido no último sábado, dia 27, durante a entrega da ciclovia Rio Pinheiros, o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Transportes Metropolitanos, implantará nos próximos meses dois novos acessos para a ciclovia. Até o final de março, haverá um acesso na estação Jurubatuba, que fica a 3,5 km de distância da entrada pela av. Miguel Yunes e a 9,5 km da estação Vila Olímpia. Nos próximos meses, haverá outro na ponte João Dias.



Estas intervenções facilitarão a utilização da ciclovia pelos trabalhadores. Com elas, o percurso entre Vila Olímpia e a Ponte João Dias, nas proximidades da estação Giovanni Gronchi do Metrô, terá seis km de distância.



Jurubatuba: inicialmente, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) adequará uma passarela interna, localizada na área paga da estação Jurubatuba, permitindo que os ciclistas a utilizem sem a necessidade de pagar a tarifa. Até o final do ano, o local ganhará uma passarela superior que ligará a estação a ciclovia pela área externa.



João Dias: a CPTM fará adequações no passeio (localizado na lateral da ponte João Dias) e na altura da ciclovia, implantará uma escada de acesso, com canaleta para a bike.



A CPTM trabalha no projeto de ampliação da ciclovia que, a partir do segundo semestre, terá mais seis km entre as estações Vila Olímpia e Villa-Lobos/Jaguaré, totalizando 20 km de extensão. O novo trecho terá três passarelas: uma na estação Cidade Jardim, com acesso ao Parque do Povo e as outras duas nas estações Cidade Universitária e Villa-Lobos/Jaguaré.



Sobre a ciclovia



A Ciclovia Rio Pinheiros, que nasceu de uma parceria entre a CPTM e a Emae, tem um estacionamento para 48 automóveis na entrada pela av. Miguel Yunes, para os ciclistas que forem até o local de carro. Outra novidade são os dois Pontos de Apoio ao Ciclista, disponíveis no acesso sul, próximo à estação Jurubatuba, e no acesso da estação Vila Olímpia. Os "Pontos" contam com banheiros, ambulatório e espaços para troca de pneus e manutenção das bikes. Há também um ponto de descanso próximo à estação Santo Amaro, que conta com banheiros químicos e bancada para reparo de bikes. A ciclovia está aberta à circulação diariamente, das 6h às 18h.



Bicicletários



Só a Linha 9-Esmeralda conta com cinco bicicletários, que juntos oferecem 1.032 vagas para acomodação de bicicletas: Vila Olímpia (94 vagas), Jurubatuba (261 vagas), Autódromo (264 vagas), Primavera-Interlagos (226 vagas) e Grajaú (187 vagas).

(eles esqueceram de mencionar que na estação Pinheiros também tem!)

Da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

Conhecendo a Ciclovia Rio Pinheiros

Com apenas dois acessos e horário extremamente limitado, mas é um começo...


A primeira coisa que avistei ao desembarcar do trem foi esta faixa. Em vermelho, e bem à vista dos motoristas que passavam pela marginal Pinheiros, o apelo: RESPEITE O CICLISTA!

Como estava com a bicicleta dobrável, parei no bicicletário Vila Olimpia para desdobra-la e fui recebida por aquele sorriso e simpatia já conhecidos do funcionário da CPTM que recepciona as bicicletas por ali. Ao chegar na entrada da ciclovia, mais uma funcionária sorridente que me passou as instruções de como seria a inauguração, que já poderia atravessar a passarela e aguardar do outro lado, e me sugeriu a utilização dos trilhos laterais aos degraus para não ter que carregar a bike escada acima.





Devo dizer que os trilhos ajudam sim, na subida, mas na descida não ficou muito funcional, pelo menos pra mim, que preferi carregar a bicicleta, o que também não é nenhum problema, já que faço isso diariamente para chegar à estação de trem Osasco. Muitos ciclistas empinaram a bicicleta e encaixaram a roda traseira no trilho. Questão de jeito e opção, experimente a melhor alternativa!




No local, mapas do projeto do Parque Linear do Rio Pinheiros contemplavam a ciclovia completa ainda a ser construída (ou adequados pois a pista já existe em quase toda a extensão), indicando os futuros acessos e passarelas, desde Grajaú até o Cebolão.





Não está muito nítido, mas os círculos azuis são os acessos a serem instalados e em laranja, as passarelas.

Presenças:



Os operários que executarem a obra e à frente Soninha Francine, sub-prefeita da Lapa e cidadã que pedala pela cidade, além de utilizar o transporte público em seus deslocamentos.


Renata Falzoni, repórter e apresentadora da ESPN, cicloativista fundadora do Night Bikers, Teresa D'Aprile, fundadora do Saia na noite e a animação das garotas do Saia.


Walter Feldman, secretário dos esportes, que abraçou de vez as bicicletas também como transporte.

E o secretário do verde e meio ambiente, Eduardo Jorge que se desloca de bicicleta pela cidade e que infelizmente não consegui fotografar. (espero encontrar uma foto dele e postar aqui em breve!)






A ciclovia é compartilhada com os carros de serviço da EMAE. As pistas são bem sinalizadas e também os limites de velocidade.




(foto em movimento, sou péssima, rs..)


Pedalar às margens do Rio Pinheiros é agradável e ao mesmo tempo chocante.. ver na prática um rio de águas poluídas, cheio de garrafas boiando em muitos trechos, faz pensar em muitas coisas.. e mesmo assim, com tanto descaso, a vida ainda brota por ali. Capivaras e aves são facilmente avistadas, o que dá uma certa esperança de que pode ser diferente.






No km 7 há um posto de apoio ao ciclista:


A grande expectativa que fica é de que os acessos sejam rapidamente ampliados e principalmente, o horário seja extendido. Atualmente a ciclovia funciona das 6h às 18h, o que não contempla o trabalhador que cumpre o horário comercial e encontra uma ciclovia fechada no final do dia. Esperamos que a iluminação seja instalada de imediato para que a Ciclovia do Rio Pinheiros não se transforme numa nova ciclovia inacabada como a da Radial Leste. Infelizmente os exemplos das obras anteriores são desanimadores, mas esperamos MESMO que desta vez seja diferente.


PS: o que eu acho mais engraçado nisso tudo é ouvir prefeito e governador se gabarem de termos uns 10km de ciclovias dentro de parques na cidade de São Paulo. Agora temos 24km!!! Nossa, deveriam ter vergonha de divulgar estes números ridículos!